Publicado por: Alice (...e o Espelho Quebrado) | 13 de abril de 2009

Quando criança

Não aprendi a jogar amarelinha; nem a fazer estrelinha; nem a brincar de faz de conta.

Meus amigos eram meus livros e, talvez por isso, ainda hoje sofro com os ditos ‘amigos’.

E me sinto infinitamente só, ainda mais do que quando só tinha páginas e páginas para devorar e tardes inteiras para me perder em seus labirintos.

A vida é feita de altos e baixos e me encontro num momento baixo; daqui há pouco minha montanha russa se movimenta e minha sorte torna a mudar. Ao menos consegui o impulso para sair de uma situação que me encontrava aprisionada, acomodada. E no fim, nossa vida não é feita de impulsos? Constantes, racionais, intensos, tudo depende dos benditos impulsos.

Minha vida tornou-se uma verdadeira interrogativa, encontro-me não em uma encruzilhada mas sim em uma sinuca de bico em que as decisões serão tomadas de acordo com o desenrolar de outras situações e simplesmente não posso abrir a boca para dizer ‘isto farei desta forma e isso desse jeito’; tudo tornou-se uma incógnita e ainda busco forças em minhas entranhas para abrir minhas asas e alçar meu vôo ao infinito, novamente.

Sobre o choque? Sim, foi um choque, houve choro, sensação de desespero, abandono, vazio. Ainda mais por se tratar de uma pessoa a quem inocentemente chamei de amiga, a quem abri as portas de meu lar e tudo para quê? Para abusar de minha confiança, de minha amizade, tudo pelo maldito interesse.

Meu coração ainda tem um rombo, ainda há um vazio, não pela falsa amizade que se foi, mas pela traição sórdida que se arquitetou sob meu nariz. Ahh, se não fosse pela minha mãe e pelo companheirismo do Armando, nem sei o que seria dessa que vos escreve, pois forças faltaram e a única vontade que me dava era chorar, comer doces, dormir. [/comportamento destrutivo]

Uma fase de luto; mas que já se vai, junto com essas guloseimas da Páscoa e logo volto para minha dieta normal, ao meu vigor, à minha saúde e felicidade. Tudo tem sua hora e se isso aconteceu, simplesmente é porque uma oportunidade MUITO MELHOR vai acontecer para mim. Pode ter maltratado meu coração e me feito sofrer, mas a  minha fé no Destino, na Vida e em Todos os Santos é Inabalável; sei que por trás das tormentas Deus me sorri e me chama de filha querida.

Empregos vêm e vão, oportunidades também. E os acontecimentos me farão tomar a melhor decisão quanto ao resto.

Bem, é isso. Muito choro e dor nos últimos dias, mas eu tenho fé e reúno minhas forças porque no amanhecer de amanhã já não haverá mais espaços para dor ou sofrimento, apenas para a felicidade; e eu não aceito nada menos que a felicidade para mim.

Um beijo a todos que sentiram a minha falta, amo todos vocês.

Anúncios

Responses

  1. Eu senti sua falta Shay, e ainda sinto…
    Mas sei que você é forte, e pode contar contar comig pra se segurar nos momentos dificeis…
    vc não é apenas um contato no msn, já é uma amiga ok?
    =D

  2. Quer que eu mande a dita para o pqp? 😛

  3. Eu já mandei. Próximo post uma tentativa de explicar meus dias.

  4. Legal, estou passando pela mesma situação descrita por você. Vivendo vamos aprendendo.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: